Foi formalizada hoje o NONAGON   Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel, enquanto associação sem fins lucrativos e de natureza científica, tecnológica e de formação, que resulta de uma parceria entre o Governo Regional, através da Secretaria Regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, e a Câmara Municipal da Lagoa.

Após a assinatura do auto de constituição do NONAGON, José Contente sublinhou que a partir de agora, e enquanto durar a construção do Parque Tecnológico, os responsáveis pela nova associação vão reforçar os contactos com empresas, “atraindo-as para que se fixem no Parque de Ciência e Tecnologia e também cativar entidades na área da ciência, tecnologia, observação da Terra, atividades ligadas ao mar e ao Espaço, que são as áreas de abrangência do NONAGON”, disse o governante.

O Secretário Regional confirmou que várias entidades já demonstraram interesse em se fixar no Parque Tecnológico, como a PT, a Microsoft, a YDreams, entre outras. “Esta associação tem todos os instrumentos para captar interesses de um modo mais ativo e para estar integrada na Associação Internacional de Parques Tecnológicos, que é um organismo que pode potenciar a vinda de mais empresas, que tenham interesse em investir nos Açores e desenvolver esta cultura científica e tecnológica”, afirmou o governante.

Para José Contente o projeto do NONAGON insere-se numa nova fase de desenvolvimento dos Açores, a aposta na sociedade do conhecimento, garantindo assim mais empresas de tecnologia de ponta nos Açores, mais investimento e mais emprego qualificado.

O projeto NONAGON visa apoiar a dinamização tecnológica e a formação de recursos humanos qualificados no campo dos sistemas de informação e das comunicações, e da monitorização e observação da Terra, do Espaço e do Mar.

À nova associação compete a gestão e administração do Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel; reforçar a colaboração e a ligação entre os seus associados e entre estes e a comunidade científica e empresarial; dinamizar a cooperação com outras entidades, procurando parcerias nacionais ou internacionais em torno de objetivos comuns e tendentes ao desenvolvimento de pólos científicos e tecnológicos coerentes; e apoiar a criação e ou o desenvolvimento de empresas, nomeadamente na introdução ou aperfeiçoamento de tecnologia.

Promover e apoiar atividades de investigação e desenvolvimento (I&D) nos seus domínios de atuação, promover e coordenar cursos e ações de formação dirigidos para o aperfeiçoamento e a especialização de quadros científicos e técnicos, nacionais e estrangeiros, apoiar as instituições locais na prossecução e fomento de uma política de ciência e tecnologia, promover, desenvolver e apoiar a execução de infraestruturas de apoio tecnológico para a modernização industrial, figuram entre outros dos principais objetivos do NONAGON.