Das Donas Amélias ao património, passando pelas grutas e pelo AngraJazz, são várias as referências à ilha Terceira no artigo escrito por Sandra Henriques Gajjar.

Um artigo do HuffingtonPost, escrito por uma açoriana, recomenda os Açores como as melhores ilhas da Eueopa para todo o tipo de viajantes.

Sandra Henriques Gajjar, autora do blogue Tripper, é natural das Flores, mas vive em Lisboa. Já escreveu um guia sobre a capital portuguesa e escreve no seu blogue sobre viagens para sítios pouco convencionais, destacando a sua riqueza e diversidade cultural.

No blogue tem vários post dedicados aos Açores e a cada ilha em particular. Para o HuffingtonPost escreveu um artigo com recomendações para vários tipos de viajantes, desde os que procuram a comida, aos que adoram festivais, passando pelos que preferem viagens mais baratas, mas também pelos que gostam de história e cultura, pelos amantes de ar livre e mergulho e pelos marinheiros.

Sandra descreve os Açores como um paraíso escondido no meio do Oceano Atlântico, ainda preservado e sem turismo de massas, que agrada a diferentes tipos de viajantes.

"Sempre que as pessoas falam os Açores, tê normalmente dificuldades em encontrar o adjetivo perfeito. Sei como se sentem - é um destino que nos deixa sem palavras", frisa, no ínicio do artigo.

Para os que gostam de um bom prato, Sandra diz que "tudo sabe melhor nos Açores" e recomenda o cozido das Furnas, o queijo de São Jorge, o vinho do Pico e a doçaria da ilha Terceira, sobretudo as Donas Amélias. "Definitivamente, as vacas felizes e alimentadas a erva são os egredo para o melhor queijo, o melhor leite e a melhor carne. E nada bate o marisco das ilhas", sublinha.

Em matéria de festivais, o artigo aconselha a Maré de Agosto, em Santa Maria, o AngraJazz, na Terceira, o Tremor em São Miguel e o Azores Fringe, no Pico.

Sandra garante ainda que os Açores são uma boa opção para quem procura um sítio com história e cultura. Nesse sentido, destaca o rico património cultural e os sítios classificados pela Unesco: o centro histórico de Angra do Heroísmo e a paisagem da vinha do Pico.

A blogger recomenda ainda o parque arqueológico subaquático da Baía de Angra do Heroísmo e o parque arqueológico subaquático da ilha do Pico, onde naufragou o veleiro Caroline.

Segundo a escritora, há inúmeras possibilidades para quem gosta de atividades ao ar livre, desde a subida à montanha do Pico à visita ao Vulcão dos Capelinhos, no Faial, passando pelo canyoning em São Jorge ou pelas grutas das ilha Terceira. O artigo recomenda ainda o mergulho e o whalewatching no arquipélago.

Sandra salienta que os Açores têm quatro Reservas da Biosfera, mas deixa um alerta aos possíveis viajantes: os açorianos são muito protetores do seu património natural e esperam que os viajantes também o sejam.

As últimas recomendações vão para os amantes do mar. A escritora destaca a Marina da Horta e a Semana do Mar e, para quem não tem iate, sugere o transporte marítimo de passageiros interilhas.